Amigo de Infância

Tumblr_le1sblgwpf1qc5ftwo1_500_large
          Alguns dias atrás encontrei um conhecido, de muitos anos àtras, ele se lembrou de mim, mas não fiz o mesmo.   Era um homem, bem arrumado, com uma pasta de trabalho na mão e uma barba loira no rosto. Realmente, eu não o reconhecia, ou talvez a imagem dele tivesse caído no meu esquecimento. 

Me abraçou sorridente. Sem entender coisa alguma resolvi perguntar quem era, na esperança que seria só mais um conhecido de saídas antigas, de baladas passadas, de tempos deixados para trás.
Ele me respondeu brevemente, uma curta frase que fez me sentir mal, culpada, idiota.
- "Raphael, seu velho amigo de infância."
Dei um sorriso sem graça, mas cheia de saudades do velho amigo, do velho tempo.
Algo me impedia de abraçá-lo fortemente e dizer que tinha saudades, que nós podíamos nos encontrar para tomar um café e colocar o papo em dia. Eu sabia o que era. Era culpa.
Eu me sentia culpada, por ter o deixado lá quando mais precisava de mim, quando as coisas pareciam ser o fim. Conversamos pouco e nesse pouco percebi que eu estava afastada de uma parte da minha história, uma parte de mim. 

- "Rapha, me desculpe por aquela época, eu não deveria ter feito aquilo contigo, ter te deixado na hora que você precisou de mim, sinto tua falta, falta das tuas palavras, dos teus sorrisos."

    Eu tinha que falar, ele tinha que saber o quanto eu estava arrependida, mais infelizmente não consegui dizer .
         Eu vi aquele sorriso antigo, ouvi aquela risada de anos passados.
Deu saudades. Nos despedimos e bem... seguimos em frente.